Planejando uma Coleção

Uma coleção consiste em todos os lançamentos de uma determinada estação. Mas porque se lançam coleções?

  • Para acompanhar as inovações das indústrias têxtil e de aviamentos;
  • Para acompanhar as tendências de moda;
  • Para se ter um melhor controle da produção, dando condições para o estabelecimento de metas (prazo de entregas das peças);

As coleções são lançadas de acordo com um calendário seguido pela maioria das confecções. O calendário oficial para o lançamento de coleções é de três em três meses, ou seja, de acordo com as estações do ano: primavera-verão, outono-inverno. Na região Nordeste do país não temos estas estações muito definidas, então fazemos sempre coleções destinadas ao verão, por não termos necessidade de roupas de frio. Algumas empresas estão optando por lançarem mini-coleções em um espaço menor de tempo, o que pode ser uma boa estratégia para oferecer maior variedade de produtos para os clientes.


Quando vamos lançar uma coleção, devemos observar bem alguns fatores:

Estilo: é aquilo que dá característica a uma roupa. Ex: estilo clássico, estilo punk, estilo anos 60, etc;

Linha: é o tipo de roupa que se vai produzir. Ex: linha surf, linha sportwear, linha moda praia, linha aeróbica, etc.

Segmento: segmento masculino, segmento, feminino, segmento infantil, etc.;


Público-alvo:
são as pessoas para quem pretendemos vender a coleção que iremos lançar. Ex: homens, mulheres, adolescentes, etc.;


Faixa etária:
é a idade do público-alvo que deve ser definida para se possa modelar as peças nos tamanhos certos.


Composição da coleção

As coleções precisam ser bem organizadas para facilitar o trabalho de modelagem e montagem das peças. Mas como se organiza uma coleção? Primeiro devemos dividi-la em partes que chamamos de famílias.

Família: é um grupo que deve ter pelo menos 4 peças que são confeccionadas seguindo uma mesma programação visual, ou seja, usando mesmo tecido ou os mesmos aviamentos, diferindo no modelo e nas cores. O objetivo das famílias é enfatizar as características da coleção, oferecendo ao cliente várias opções de peças do mesmo estilo.


Variação dos produtos da coleção


Produto sazonal:
lançado em períodos festivos.


Produto de oportunidade:
aqueles que são lançados por apresentadores e atores da televisão, cantores, etc. Estes produtos ficam pouco tempo na moda, por isso devem ser lançados e vendidos rapidamente.


Produto de tendência:
inspirado nas pesquisas de tendências atuais.

Desenvolvimento da Coleção

Quando vamos desenvolver uma coleção, precisamos definir algumas coisas antes para garantir que seremos bem sucedidos em nossas vendas.
A moda segue algumas tendências que precisamos conhecer antes de produzir roupas destinadas para venda. Temos que escolher os tecidos, os aviamentos, as cores e os modelos de acordo com essas tendências. As principais fontes de pesquisa são as publicações de moda como revistas e catálogos, bem como os sites da internet especializados na área.

Depois de pesquisarmos as tendências podemos escolher um tema ou assunto para a nossa coleção. A escolha de um tema ajuda a manter uma unidade na coleção.
A produção de uma coleção segue várias etapas. Pode haver algumas modificações dependendo do tipo de empresa e de produto.

Cartela de cores

A cor exerce uma atração psicológica no ser humano. Esta muita além de assumir apenas um papel decorativo ou estético, está ligada “à expressão de valores sensuais e espirituais” (FARINA, 1982). A cor pode ser utilizada de maneira simbólica ou como forma de estímulo visual, pois é o elemento que mais proporciona impacto e predomina numa imagem.

Portanto, a utilização da cor não pode ser feita arbitrariamente numa coleção. É preciso encontrar uma linguagem específica por meio da qual se consiga atingir os objetivos desejados junto ao público-alvo. A simples pesquisa das tendências atuais de moda não basta para definir a cartela de cores de uma coleção, pois é necessário levar em conta o público e suas particularidades, a personalidade da marca e o tema predominante na coleção.

Por exemplo, se o público for jovem estima-se que a preferência predominante é por cores fortes, já que se trata de pessoas mais abertas a estímulos externos e mais propensas às influências da moda, Há uma reação corporal do jovem em relação às cores fortes, podendo ser este um fator decisivo no comportamento de compra. “Pelas próprias exigências da idade e porque sabe que poderá substituir os objetos dentro de um prazo relativamente curto, ele se inclina ao uso de cores vivas” (FARINA, 1982).

Se o público for feminino essa tendência se acentua. Segundo pesquisas já realizadas, as mulheres são mais receptivas às mudanças, o que parece explicar as rápidas mudanças na moda feminina. Há uma grande variedade de cores para esta estação.

Ao elaborar uma coleção deve-se pesquisar quais cores estão em moda, para definir a cartela de cores. Geralmente se trabalha com 8 cores, subdivididas em quatro tons frios e quatro quentes, podendo se acrescentar o preto e o branco, se este for o caso da coleção. As pessoas que trabalham com moda devem prestar muita atenção quando forem fazer combinação de cores, para que o resultado seja agradável. Porém, o número de cores também não é uma regra fixa, pois isso dependerá da proposta.


Matéria-prima

Chamamos de matéria-prima os aviamentos e os tecidos usados para confeccionar as peças. A escolha da matéria-prima deve levar em conta o público-alvo, o segmento, o estilo da coleção, a viabilidade de utilização e principalmente se estes materiais são encontrados com facilidade no mercado.

As características dessa matéria-prima precisam também atender às exigências do consumidor, e conseqüentemente aos padrões de qualidade da empresa. As matéria-primas são selecionadas e especificadas na fase de desenvolvimento do produto, durante a confecção dos protótipos, de maneira clara e em linguagem escrita, constando sempre amostras.

Desenho dos Croquis

Chamamos de croquis os desenhos das peças da coleção. Antes de fazer os croquis definitivos, fazemos os esboços, que são as idéias iniciais, que serão selecionadas para compor a coleção. Os desenhos da coleção devem ser claros e de fácil compreensão, contendo indicação de costuras, detalhes, aviamentos, etc. A coleção também pode ser apresentada através de desenho técnico, que deve seguir as regras de proporção. Alguns estilistas apresentam as suas coleções tanto em croquis como em desenhos técnicos.

Ficha Técnica

Para melhor orientar a produção dos protótipos é necessário se fazer uma ficha técnica para cada peças da coleção. A ficha técnica é muito importante para formar o arquivo das peças confeccionadas e proporcionar fidelidade aos modelos elaborados. Por isso na ficha devem ser especificados todos os detalhes, como de linhas, cor, aviamentos e tecidos, dimensões, etc. Detalhes como bordados, aplicações, entre outros, devem ser desenhados separadamente, de preferência em tamanho real, com todas as especificações necessárias à execução.

A ficha técnica só se mostrará eficaz quando utilizada na prática, pois pode acontecer que sejam necessárias algumas alterações para que esta atenda melhor o seu objetivo. Assim, é essencial que nela constem as informações mais importantes, evitando excesso de itens. Clicando aqui você baixa o arquivo ficha_tecnica_PDF.

Indicação de Livro: TREPTOW, Doris. Inventando moda.São Paulo: Empório do Livro, 2007.

Leia também:

O Processo de Criação

Como Fazer o Mapa de Uma Coleção

Você pode opinar ou tirar dúvidas sobre esse assunto deixando o seu comentário no espaço abaixo.

Creative Commons License
DESIGN DE MODA – Planejando uma Coleção by Tânia Neiva Dias Silva is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at aartedamoda.blogspot.com.

Escrito por

Graduada em Estilismo e Moda da UFC e especialista em Metodologia do Ensino de Artes pela Universidade Estadual do Ceará. Atua na área de planejamento e criação de coleções de moda. Lecionou nos cursos de Design de Moda da UFC Centro Universitário Estácio do Ceará.
  • Pingback: Como Fazer o Mapa da Coleção | Tânia Neiva

  • Marina Jungmann

    Prezada Tânia, estou fazendo o curso de design de jóias na faculdade Cambury em Goiânia, e como já tenho uma loja, estou planejando uma coleção de bijoux e semi-jóias, para lançar em breve, e resolvi pesquisar no google para ver se achava algo sobre como planejar uma coleção. Gostei muito do que encontrei, você me ajudou bastante. Gostaria de saber de você, se para as coleções de bijoux e semi-jóias existe alguma diferença no planejamento. Obrigada
    Marina

  • adenir

    gostei muito, achei bem explicado, e vou começar a por em pratica, tudo q li.

  • Luciana

    Professoraaa, tava procurando aqui como planejar uma coleção e achei um link seu! hahah Sou a Luciana, da Fic! Beeijos e adorei as dicas!

  • Tânia Neiva

    Olá Luciana! Obrigada pela visita. Bjs.

  • http://fashiondecente.blogspot.com/ Leonardo Teófilo

    Olá Tânia!
    Faço desenhos de moda e estava justamente procurando algo que me ajudasse no processo de criação de uma coleção.
    Estou querendo particpar da Casa de Criadores, mas estava aqui “boiando” sem saber por onde começar…

    Obrigado pela ajuda.

    http://fashiondecente.blogspot.com.br/

  • Carla Silveira

    Amei o conteúdo, gostaria de receber em meu e-mail imagens explicativas a respeito de como fazer um croqui a partir do desenho técnico de roupas femininas, e montar uma coleção feminina. Sou iniciante no Curso Técnico em Produção de Moda e tenho um trabalho para fazer,mas apesar de ter tido algumas aulas a respeito do conteúdo não sei por onde começar. Obrigada! Atenciosamente, Carla Silveira.

  • Tânia Neiva

    Olá. Obrigada por acessar o blog.

    Vou procurar postar sobre desenho de croquis de moda. Continue acessando para conferir.

  • luzinete januário

    querida tânia ,gostaria de entender um pouco mais sobre a definiçao da cartela de cores , entre retirar das tendências e da prancha de ambientação e como posso coodena-las na coleção. beijos!!

  • João Pedro

    Eu adorei penso em ser um estilista futuramente e adoro pesquisar sobre tudo absolutamente tudo , sobre o assunto!!!!!!!!!

  • Tânia Neiva

    Bom, primeiro se define as cores a partir do tema. O painel de inspiração ajuda bastante nessa escolha. Depois definimos que cores predominarão em cada família. É interessante oferecer duas ou três opções de cores para cada peça da coleção, com o cuidado de não exagerar na quantidade de cores, o que dificulta bastante na produção.

  • Fátima Filippo

    Sou proprietária do Showroom LADY OZ, em Brasília e percebo que, “vender moda” não é fácil. A cada dia temos clientes mais exigentes que acompanham lançamentos e tendências. Estou muito satisfeita com o trabalho que expôs. Pode ter certeza que ele acrescentou muito no meu empreendimento. Parabéns!!!

  • http://tanianeiva.com.br Tânia Neiva

    Olá, muito obrigada por acessar o blog. Fico feliz que o conteúdo esteja agradando e sendo útil. Espero contribuir ainda mais com conteúdos realmente relevantes na área de moda. Um abraço!