Croquis de alta-costura

A indústria da moda é dividida em muitos segmentos. Cada segmento é direcionado para um tipo de público e cada um deles tem muita importância no mercado. E você, conhece esses segmentos e suas características? Então continue lendo esse post!

Alta-costura

O termo alta-costura vem do francês haute couture, que ao pé da letra significa tem o mesmo significado em português. O que caracteriza esse segmento é que as roupas são exclusivas, feitas sob medida para cada cliente e o processo de fabricação é artesanal, com acabamentos perfeitamente executados à mão.  Isso justifica os altos preços das roupas, colocando a alta-costura no topo da indústria da moda. Para ser alta-costura a roupa tem que ser feita em Paris e obedecer a várias regras impostas pela Chambre Syndicale de la Couture Parisienne, um sindicato criado em 1868 por Charles Frederick Worth.

A criação da Chambre Syndicale de la Couture Parisienne teve como objetivos garantir a qualidade dos produtos, mantendo um alto padrão e evitando que os modelos criados pelos estilistas fossem copiados, por isso tudo o que é produzido é mantido no mais absoluto segredo.

Para fazer parte desse seleto grupo a maison deve manter um atelier em Paris, com um número mínimo de 20 funcionários trabalhando em tempo integral e apresentar puma nova coleção a cada temporada, duas vezes ao ano. Os modelos devem ser feitos sob encomenda, para clientes individuais. Essa indústria em uma clientela fixa de cerca de 2 mil clientes no mundo. Caso a maison não obedeça às rígidas regras da Chambre Syndicale de la Couture Parisienne podem sofrer punições e até mesmo serem expulsas. Essas medidas existem para manter uma tradição que dá à Paris o título de “berço da moda”.

Atualmente  apenas as marcas abaixo são consideradas membros oficiais das maisons de alta-costura pela “Federação Francesa da Costura, do Prêt-à-porter, dos Costureiros e dos Criadores de Moda”

Adeline André (1981)
Anne-Valérie Hash (2007)
Chanel (1909)
Christian Dior (1946)
Christian Lacroix (1987) – Perdeu o direito de “Alta Costura” em 2009
Dominique Sirop (2003)
Emanuel Ungaro (1965)
Jean-Paul Gaultier (1977)
Givenchy (1952)
Franck Sorbier (1991)
Maurizio Galante (2007)
No início de 2008, havia quatro membres correspondants (casas estrangeiras):
Elie Saab
Giorgio Armani
Maison Martin Margiela
Valentino

Categorias: MUNDO DA MODA

Tânia Neiva

Graduada em Estilismo e Moda da UFC e especialista em Metodologia do Ensino de Artes pela Universidade Estadual do Ceará. Atua na área de planejamento e criação de coleções de moda. Lecionou nos cursos de Design de Moda da UFC Centro Universitário Estácio do Ceará.

1 comentário

natália · 3 de setembro de 2014 às 08:50

Adorei seu blog!

Os comentários estão fechados.

Conheça a minha loja de Desenhos técnicos vetoriais de moda! Dispensar