tecidos-sinteticos-o-estilo3

Todas as nossas roupas são feitas de tecido, mas a maioria das pessoas não conhece os tipos de tecidos e nem sabe das vantagens e desvantagens de cada um. A dica de hoje é prestar mais atenção de no tipo de tecido das roupas que compramos.

Todos os tecidos são feitos de fibras e existem basicamente três tipos de fibras: as naturais, as artificiais e as sintéticas.

Fibras naturais foram as primeiras a serem utilizadas na fabricação de roupas. São derivadas de fontes orgânicas e podem ter três origens, a origem animal (lã e seda);a origem mineral (amianto); e a origem vegetal (algodão, juta, cânhamo, linho). Os tecidos de fibras naturais são bem confortáveis, flexíveis, duráveis e resistentes. Além de serem práticos, de toque agradável e deixarem a pele respirar, as fibras naturais não deformam. A desvantagem é que amassam com facilidade e podem desbotar com o tempo.

tecidos-sinteticos-o-estilo1

Os tecidos artificiais provêm de: fibras celulósicas, tais como acetatos e viscose, e “fibras proteicas”, procedentes de matérias como o milho e óleos vegetais. Imitam perfeitamente a seda, o cetim e o algodão. No século XX houve um grande avanço na indústria química, que passou a usar novas técnicas para extrair fibras de fontes naturais para produzir novos tecidos. As fibras artificiais são resistentes, desbotam pouco e têm um toque sedoso. Secam rápido e quase não amassam. Como desvantagem, por não absorverem a transpiração, podem deixar odor nas peças. Devem ser passadas a ferro a baixas temperaturas e sem vapor, pois queimam com facilidade. É muito importante olhar sempre as etiquetas que estão nas roupas para saber como lavar, estender, secar e passar.

Os tecidos sintéticos são feitos de fibras produzidas pelo homem usando como matéria-prima produtos da indústria petroquímica. As mais conhecidas são o poliéster PES, a poliamida PA, o acrílico PAC, o polipropileno PP e o poliuretano elastomérico PUR (Elastano), além das aramidas (Kevlar e Nomex). Até o fim da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha era o centro da indústria química, que depois passou a ser liderada pelos EUA, que promoveu um grande desenvolvimento na produção de tecidos sintéticos. Esse tipo de tecido tem características muito parecidas com as dos tecidos de fibras artificiais com muitas desvantagens.

Os tecidos sintéticos usam uma grande parte das reservas petroquímicas do planeta, lembrando que são recursos não renováveis; Só na fabricação de poliéster são jogados na natureza metais pesados e outras substâncias altamente tóxicas, algumas delas cancerígenas, que além de poluírem a natureza, podem causar irritações em peles mais sensíveis. Além de tudo isso são usadas grandes quantidades de água durante o processo de fabricação de tecidos feitos com fibras sintéticas.

tecidos-sinteticos-o-estilo2

Você pode estar se perguntando como tudo isso interfere na sua vida. Na verdade, quando você compra uma roupa, a escolha do tecido pode significar uma grande diferença para o meio-ambiente. A American Chemical Society desenvolveu uma pesquisa e constatou que a lavagem de roupas feitas de tecidos sintéticos está contribuindo com a poluição dos oceanos e afetando a saúde da fauna marinha.

Materiais como viscose, acetato, poliéster, acrílico e nylon são apontados como as principais fontes das partículas poluidoras. Foi descoberto através desse estudo que quando passam por processos de lavagem, esses tecidos soltam “microplásticos” presentes em suas composições, afetando a integridade de ecossistemas e o organismo dos animais marinhos.

Quando os cientistas estudaram a origem das partículas encontradas em praias próximas a estações de tratamento de águas residuais em dezoito regiões litorâneas de todos os continentes, descobriram que entre a composição química das substâncias encontradas, três quartos são de poliéster, e o resto é formado por poliamida, polipropileno e acrílico. Pelas características das partículas foi comprovado que se trata de resquícios de tecidos sintéticos liberados durante a lavagem. Os experimentos demonstraram que uma única peça de vestuário pode liberar mais de 1.900 fragmentos por lavagem!

Todos os tecidos sintéticos são tratados com produtos químicos, durante e após o processamento. Estes produtos químicos não só vaza para o meio ambiente, deixando um impacto sobre as águas subterrâneas, fauna, ar e solo, mas também pode ser absorvido ou inalado diretamente. A rede de abastecimento de água não consegue eliminar estes produtos da água que bebemos. Isso com certeza é um problema preocupante.

Já existem novas pesquisas em andamento para desenvolver tecnologias capazes de reduzir as emissões de micro plástico nas redes de esgoto. Vivemos uma época em que as atenções se voltam para o impacto que nossas roupas causam no meio ambiente, na nossa saúde e no bem-estar dos animais.

Nós como consumidores conscientes, podemos ajudar optando pelo uso de roupas feitas com tecidos de algodão e outras fibras naturais. Ganha o nosso guarda-roupa, pois teremos peças de maior qualidade, ganha o meio ambiente pela redução do consumo de tecidos sintéticos. Pense nisso!

Referências:

LEE, Matilda. Eco chic: o guia de moda ética para a consumidora consciente. São Paulo: Larousse do Brasil, 2009.

UDALE, Jenny. Fundamentos do design de moda: tecidos e moda. Porto Alegre: Bookman, 2009.

Categorias: MODA SUSTENTÁVEL

Tânia Neiva

Graduada em Estilismo e Moda da UFC e especialista em Metodologia do Ensino de Artes pela Universidade Estadual do Ceará. Atua na área de planejamento e criação de coleções de moda. Lecionou nos cursos de Design de Moda da UFC Centro Universitário Estácio do Ceará.

2 comentários

Melissa Bergonso · 16 de abril de 2014 às 12:20

Olá, Tânia!
Sempre prefiro comprar tecidos de fibras naturais e artificiais para fazer minhas roupas, pois detesto tecidos de fibras sintéticas, são quentes demais, detesto a sensação. Gostaria de saber em que categoria se encontra o tecido “javanesa”. É natural ou artificial? Gosto muito de utilizá-lo como forro para saias e vestidos, mas quase não o encontro mais para comprar, parece que pararam sua fabricação. Existe algum tipo de tecido semelhante à javanesa para que eu pudesse substituí-la?
Abraço!

    Mana Malta · 6 de maio de 2014 às 23:39

    Javanesa nada mais é que um nome fantasia para um tecido de viscose.

Os comentários estão fechados.

Conheça a minha loja de Desenhos técnicos vetoriais de moda! Dispensar