A raiz da palavra jeans foi notada pela primeira vez em 1567 como Genoese ou Genes, um termo usado na descrição das calças dos marinheiros da cidade de Gênova/Itália. Os rebites de reforço foram patenteados em 1873 por Levi Strauss e Jacob Davis.

O jeans surgiu no auge da corrida do ouro e conquista do oeste americano, por volta de 1850, quando muitos comerciantes aproveitavam para vender os produtos usados na mineração e exploração, como ferramentas, mantimentos, roupas e lonas. A lona era o produto mais lucrativo, por isso todos passaram a comercializá-la.
Um mercadante chamado Levi Strauss, tinha um grande estoque de lonas que não conseguia vender. Ele pensou em qual seria  outra utilidade para o produto, então ele  observou que devido ao trabalho pesado nas minas, os mineradores  tinham que substituir freqüentemente as roupas utilizadas, e isso lhes custava caro.

Macacões-de-jardineiras-vintage-lee

No início Levi Strauss confeccionou duas ou três peças reforçadas com a lona como experiência e aos mineradores pra que eles testassem. Altamente resistente, as peças não estragaram com facilidade e fizeram muito sucesso. Estava criado o jeanswear, o estilo reforçado de confecção, o qual foi originalmente destinado a roupas de trabalho. Tachinhas de cobre foram utilizadas para dar uma maior resistência aos bolsos que não estavam resistindo ao peso colocados neles. Os pontos críticos das calças foram reforçados, tornando-as mais duráveis.

 

Depois disso, cada vez mais os trabalhadores utilizavam o jeans para exercer suas tarefas mais árduas e de exigência física. Mas o jeans só passou a ser utilizado no dia-a-dia a partir do século XX.

images

Com o surgimento no cinema, encabeçado por James Dean e Marlon Brando, a roupa começou a associar-se ao conceito de juventude rebelde, conquistando este público. Cawboys do asfalto com suas Harley-Davidsons aterrorizavam a Califórnia. Elvis Presley em 1957 já usava seu jeans, e desde então rock e jeans são inseparáveis. As modelos como Marilyn Monroe e Jayne Mansfield também usavam jeans apertado para mostrar como uma trabalhadora tradicional poderia ser sexy.

historia do jeans 2

Com o aparecimento do movimento hippie e eles adoravam o jeans, pois não era caro e era funcional. Jaquetas e calças jeans viraram febre para uma juventude independente que se reunia e celebrava seu estilo de vida em festivais de rock como Woodstock e Monterey .

IMG_7147

O jeans só chegou a conquistar o restante da população após surgir o conceito de roupa despojada para o cotidiano. Empresas como Levi’s, Lee e Mustang. Calvin Klein se consagraram no mundo da moda e começaram a aparecer nas passarelas. Assim o jeans definitivamente conquistou seu espaço na sociedade.

A comodidade e praticidade que o jeans proporciona, aliadas a sua fácil manutenção foram definitivos para sua fixação como vestuário básico. Numa época em que estamos cada vez mais sem tempo livre esses fatores são fundamentais. O jeans também entrou nos ambientes de trabalho mais formais, em escritórios e grandes empresas.

 

Categorias: HISTÓRIA DA MODA

Tânia Neiva

Graduada em Estilismo e Moda da UFC e especialista em Metodologia do Ensino de Artes pela Universidade Estadual do Ceará. Atua na área de planejamento e criação de coleções de moda. Lecionou nos cursos de Design de Moda da UFC Centro Universitário Estácio do Ceará.

Conheça a minha loja de Desenhos técnicos vetoriais de moda! Dispensar