Skip to main content

Conheça os tecidos mais indicados para roupas infantis

A comissão de estudos do Comitê Brasileiro de Têxteis e do Vestuário, formado pela ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), ABVTEX (Associação Brasileira do Varejo Têxtil), ONG Criança Segura, dentre outras entidades que representam o setor, trabalham no sentido de regulamentar a fabricação de artigos de vestuário infantil no país, para diminuir os fatores de risco para as crianças. Nesse sentido, foi publicada a lei NBR 16365/2015, referente à segurança de roupas infantis. A lei traz várias recomendações de segurança para a roupa infantil, entre elas os tipos de tecidos mais indicados.

O segmento de moda infantil tem um crescimento expressivo no país e a indústria têxtil está investindo cada vez mais em tecidos tecnológicos extremamente confortáveis e com inúmeros benefícios, que proporcionam melhor caimento e conforto.  São usadas tecnologias a fim de fabricar roupas mais resistentes que secam mais rápido e quase não amassam. Porém, é preciso ter muita cautela, pois nem todos os tecidos são indicado para uso infantil, já que as crianças têm a pele mais sensível. É preciso ter atenção não só com as roupas usadas pelas crianças, mas também com outros artigos como toalhas, mantas, edredons e revestimento de cadeirinhas e carrinhos. Não há ainda nenhuma lei que regulamente estes outros produtos infantis, que também tem tecidos em sua composição. Por isso os pais devem ficar atentos à composição destes materiais.

Recomendações importantes

  • O tecido mais indicado para a confecção de roupas infantis ainda é o algodão. Além da maciez, é uma fibra que permite que a pele respire, absorvendo o suor do corpo;
  • Não é indicado o uso de tecidos sintéticos para crianças, por conter muitas substâncias químicas que podem causar alergias e outros problemas mais graves. Além disso, esses tecidos derretem facilmente em contato com altas temperaturas e não deixam a pele respirar.
  • Tecidos felpudos como algumas lãs, soltam pêlos que podem atingir os olhinhos, boca e nariz do bebê, causando irritações e alergias. O melhor é procurar tecidos anti-alérgicos para as mantas e casaquinhos;
  • Roupas em tecidos nobres como o linho e o cashimir não são práticos nem confortáveis;
  • Peças em brim e jeans devem ter uma gramatura leve, para não atrapalhar os movimentos da criança;
  • Vale a pena investir em tecidos de alta qualidade e durabilidade, contanto que sejam de fibras naturais e ofereçam maciez, conforto e flexibilidade.

 

TIPOS DE FIBRAS

Todos os tecidos são feitos de fibras e existem basicamente três tipos de fibras: as naturais, as artificiais e as sintéticas.  As principais fibras utilizadas atualmente pela indústria têxtil são:

Fibras naturais

Fibras naturais foram as primeiras a serem utilizadas na fabricação de roupas. São derivadas de fontes orgânicas e podem ter três origens, a origem animal (lã e seda);a origem mineral (amianto); e a origem vegetal (algodão, juta, cânhamo, linho). Os tecidos de fibras naturais são bem confortáveis, flexíveis, duráveis e resistentes. Além de serem práticos, de toque agradável e deixarem a pele respirar, as fibras naturais não deformam. A desvantagem é que amassam com facilidade e podem desbotar com o tempo.

Fibras artificiais

Os tecidos artificiais provêm de: fibras celulósicas, tais como acetatos e viscose, e “fibras proteicas”, procedentes de matérias como o milho e óleos vegetais. Imitam perfeitamente a seda, o cetim e o algodão. No século XX houve um grande avanço na indústria química, que passou a usar novas técnicas para extrair fibras de fontes naturais para produzir novos tecidos. As fibras artificiais são resistentes, desbotam pouco e têm um toque sedoso. Secam rápido e quase não amassam. Como desvantagem, por não absorverem a transpiração, podem deixar odor nas peças. Devem ser passadas a ferro a baixas temperaturas e sem vapor, pois queimam com facilidade. É muito importante olhar sempre as etiquetas que estão nas roupas para saber como lavar, estender, secar e passar.

Fibras sintéticas

Os tecidos sintéticos são feitos de fibras produzidas pelo homem usando como matéria-prima produtos da indústria petroquímica. As mais conhecidas são o poliéster PES, a poliamida PA, o acrílico PAC, o polipropileno PP e o poliuretano elastomérico PUR (Elastano), além das aramidas (Kevlar e Nomex). Até o fim da Primeira Guerra Mundial, a Alemanha era o centro da indústria química, que depois passou a ser liderada pelos EUA, que promoveu um grande desenvolvimento na produção de tecidos sintéticos. Esse tipo de tecido tem características muito parecidas com as dos tecidos de fibras artificiais com muitas desvantagens. As roupas de microfibras, de nanotecnologia e os ecologicos de origem de garrafas PETs, estão cheios de produtos químicos e corantes, tornando-os um perigo potencial para a saúde.

Os tecidos sintéticos usam uma grande parte das reservas petroquímicas do planeta, lembrando que são recursos não renováveis; Só na fabricação de poliéster são jogados na natureza metais pesados e outras substâncias altamente tóxicas, algumas delas cancerígenas, que além de poluírem a natureza, podem causar irritações em peles mais sensíveis. Além de tudo isso são usadas grandes quantidades de água durante o processo de fabricação de tecidos feitos com fibras sintéticas.

CONHEÇA AS SIGLAS

As siglas abaixo são as mais comuns:

Fibras de origem vegetal
Abacá – CB
Algodão – CO
Juta – CJ
Linho – CL
Rami – CR
Cânhamo – CH
Sisal – CS
Côco – CC

Fibras de origem animal
Lã – WO
Seda – SK ou S
Alpac – WP
Cashemere – WS

Fibras de origem mineral
Amianto – A
Fibras artificiais
Acetato – CA
Lyocel ou Liocel – CLY
Modal – CMO
Viscose – CV

Fibras sintéticas
Acrílico – PAC
Elastano – (poliuretano ou spandex) – PUE
Poliéster – PES
Poliamida – PA
Polipropileno – PP
Poliuretano Elastomérico – PUR
Aramidas- AR
Polietileno – PP
Polietilenotereftalato – PET ou PFT
Vinilal – PVA+
Triacetato – CTA

Fonte: Publicado originalmente em: http://itsagirl.com.br/2015/11/05/conheca-os-tecidos-mais-indicados-para-roupas-infantis/

 

 

Que tal ver esses itens no Bazar Horizonte?

 

Conheça também o meu blog It’s a Girl!

 

 

 

 

Tânia Neiva

Graduada em Estilismo e Moda da UFC e especialista em Metodologia do Ensino de Artes pela Universidade Estadual do Ceará. Atua na área de planejamento e criação de coleções de moda. Lecionou nos cursos de Design de Moda da UFC Centro Universitário Estácio do Ceará.